Festival reúne o blues norte-americano e as influências nordestinas de Alceu Valença

Por Usuário obs - 13/06/2017 14h06

Além de shows com o melhor da música, o14º Festival de Inverno de Pedro II também promove o artesanato local, o ecoturismo e a gastronomia. Essa variedade, que agrada a todos os públicos, também está presente na programação do evento. A abertura do festival na quinta-feira (15) recebe o consagrado cantor de blues Donny Nichilo e o pernambucano Alceu Valença. A atração local fica por conta de Myrian Eduardo.

 

Myrian Eduardo. Foto: Natan Guterman

 

O pianista, gaitista e vocalista Donny Nichilo nasceu em Chicago, nos Estados Unidos, e com mais de 40 anos de carreira já passou por diversos festivais no Brasil. Fez parte da banda de Buddy Guy por três anos, um dos maiores guitarristas de blues de todos os tempos. O estilo da música de Donny é voltado para as diversas fusões do Blues com o Jazz, que teve sua origem em New Orleans, no início da década de 50.

De Pedro II, a cantora Myriam Eduardo começou sua carreira no início dos anos 90 ainda no Piauí, fazendo apresentações em casas de show de Teresina. Em 1994, conquistou com a música “Um violeiro, uma viola, um luar”, de Cruz Neto, o segundo lugar do Festival Canta Nordeste, promovido pela Rede Globo de Televisão, tendo recebido ainda o prêmio de melhor intérprete do mesmo festival. Em 1995, lançou seu primeiro disco Sentidos. Em 97 veio seu segundo álbum. A cantora também foi back vocal da banda de pop rock Biquini Cavadão. Em 2013 voltou aos palcos ao lado de Danilo Caymmi.

 

Donny Nichilo. Foto: Roman Sobus

 

O encerramento da primeira noite será com o consagrado cantor nordestino Alceu Valença, compositor de grandes sucessos da música popular brasileira como “Anunciação”, “Coração bobo”, “Morena Tropicana” e “La Belle de Jour”. Dono de uma voz incomparável, Alceu Valença mistura influências dos maracatus, cocos e repentes de viola. Utiliza também guitarra, baixo elétrico e o sintetizador eletrônico em suas canções, dando vida nova aos ritmos regionais, como o baião, coco, toada, maracatu, frevo, caboclinhos e embolada e repentes cantados com bases rock’n’roll.

Além da programação musical do evento, a novidade deste ano é o Desafio Serra dos Matões. A competição de corrida de 21 km irá proporcionar aos participantes apresentações de alunos da Escola Estadual de Dança Lenir Argento e de vários músicos durante o trajeto.

Alceu Valença. Foto: Alexandre Moreira

O Festival de Inverno de Pedro II é a uma realização do Governo do Estado, por meio das Secretarias Estaduais de Cultura e de Turismo, Prefeitura de Pedro II e Sebrae.

 

 

Fonte: ASCOM Secult

Comentar