Banda Os Caipora lança o disco “Chanana”, em homenagem a mulher e a flora medicinal brasileira

Por Redação Entrecultura - 30/06/2018 10h00

Com 18 anos de estrada, a banda piauiense Os Caipora lançou neste ano seu terceiro disco: Chanana, trabalho autoral que homenageia a mulher e a flora medicinal brasileira. Com seu “Groove de Parede”, o grupo serviu de inspiração para o surgimento de inúmeras bandas locais.

Capa do disco Chanana

Com Roberto Portela nos vocais, Girão na bateria, Keko no baixo, Denison na guitarra e Wil no teclado, Os Caipora misturam diversos ritmos musicais, somando com elementos do teatro, dança e repente. Para falar sobre a banda e seu mais novo trabalho, o Entrecultura entrevistou Roberto Portela, vocalista e fundador do grupo. Confira a entrevista!

Entrecultura: Como foi o processo de criação e produção do disco “Chanana”?

Roberto Portela: As letras e músicas são muito vivas, pois todas partiram de coisas que foram realmente vividas e sentidas, ou seja, todas são verdadeiras, fatos que aconteceram comigo e com meus parceiros ao longo desses 18 anos. Teve uma época que nós estávamos muito agressivos, tocando muito hard core, então, as letras mais românticas foram ficando guardadas. Daí, quando fomos aprovados na lei de incentivo, a banda partiu para fazer arranjos nessas músicas e tudo mais.

Entrecultura: Porque a mulher e a flora medicinal brasileira foram o tema central?

R.P: Como a Chanana é uma planta dá em todo lugar e tem um poder de cura muito grande, e mesmo assim as pessoas as desprezam e as deixam invisível, assim fazem com as mulheres, que também tem o poder de parir e de curar, e também são desprezadas.

Show de lançamento do mais novo CD da banda (Foto:Facebook/OsCaipora

Entrecultura: Existe alguma diferença entre Chanana e os outros dois primeiros discos?

R.P: A diferença é que nesse álbum nós estamos em uma fase mais romântica, e também estamos mais maduros musicalmente.

Entrecultura: A banda é bastante influenciada pela cultura regional. Quais referências culturais são ressaltadas especialmente nesse novo trabalho?

R.P: As referências são muitas, que não saem do imaginário do homem nordestino, mas, nesse álbum, procuramos ser bem a gente mesmo.

Entrecultura: Muitas bandas surgiram em Teresina a partir dos Caipora. Como vocês avaliam a cena musical hoje?

R.P: A cena musical independente de hoje é bem menor, em todos os sentidos, do que quando começamos, mas, a galera do Piauí é guerreira e está sempre ressurgindo.

Entrecultura: A banda já participou de inúmeros festivais. Qual a importância desses eventos para vocês? Percebem certa diminuição no número de festivais?

R.P: Os festivais são de muita importância para o surgimento de novos artistas e também fortalece os artistas que já estão na luta. A diminuição dos festivais e políticas públicas de incentivo a arte, de forma geral, trazem um prejuízo enorme para o meio artístico.

Entrecultura: Quais são os projetos para o próximo semestre?

R.P: Os planos para o segundo semestre é ganhar o mundo e mostrar esse novo trabalho para o maior o número de lugares possível.

Entrecultura: Onde comprar o CD Chanana?

R.P: Por enquanto o CD só está a venda pelo Facebook da banda, mas, em breve estará em todas as plataformas digitais.

Link do Facebook: facebook.com/oscaiporaband.teresina

Comentar