O manual do jovem negro: música do rapper Marco Gabriel denuncia o extermínio das pessoas negras e periféricas

Por Thais Guimarães - 11/11/2019 07h02

O manual do jovem negro é a mais nova música lançada por Marco Gabriel, rapper maranhense que se divide entre São Luís (MA) e Teresina, lugares onde vem consolidando seu trabalho e militância na cultura Hip Hop. A faixa ganhou um vídeo, disponível no Youtube e também no Entrecultura TV. O artista, que no ano passado lançou o EP Escrito nas profundezas do poço, está finalizando seu novo álbum, A lenda viva de Narciso Preto, que vai ser lançado oficialmente no dia 07 de dezembro em São Luís, no espaço Contraponto – Centro Reviver.

Marco Gabriel (Foto: Tyson Gois)

A letra de O manual do jovem negro traz a indignação de Marco Gabriel, enquanto artista, jovem e negro. “Tudo o que vem acontecendo no país relacionado à luta contra o genocídio do povo negro, o feminicidio (com destaque para a crescente entre mulheres negras) e o caso da vereadora Marielle Franco, resume bem a péssima fonte de inspiração que tive pra esse som. Já pensava em fazer algo com este nome, e quando ouvi o beat achei que poderia dar certo, comecei a escrever e ensaiar e deu”, informa.

Para Gabriel, citar a vereadora assassinada no Rio de Janeiro (RJ) é sua obrigação, como forma de denunciar a perseguição histórica sfrida por seu povo. “O caso Marielle foi a prova do que essse sistema é capaz de fazer para silenciar quem os denuncia. Meu rap é só mais um grito de indignação contra tudo isso porém com ele posso chegar a mais pessoas, mais jovens e quem sabe despertá-los sobre o que está posto e possivelmente fazer com que se somem a nossa luta”, afirma.

Marco Gabriel iniciou na cultura Hip Hop em 2013 (Foto: Erick Alencar)

O rapper ressalta que, embora em algumas ocasiões o Hip Hop se distancie de sua essência, tal cultura ainda cumpre papel imprescíndivel na disputa de consciência da juventude. “Considero o Hip Hop atual ainda muito importante, principalmente para a juventude de periferia, e com grande poder de construção politica. Porém, sua raiz de luta muita vezes é deixada de lado, o que acaba fazendo com que se perca a disputa em relação a consciencia desses jovens, que passam a ter outros tipos de influencia, das mais variadas formas. Mas, mesmo nessa ultima situação, creio que, principalmente o rap, que é a voz dessa cultura, chega a ocupar algum espaço nessas mentes dispostas a ouvir o que temos para dizer, mas nada que ainda seja capaz de formar grupos que se movimentem diante da atual conjuntura”, avalia.

Por fim, Marco Gabriel fala o que se pode esperar de seu novo disco. “O álbum tem músicas que escrevi há bastante tempo, outras um pouco mais recentes, umas com um pouco mais de atenção e refinamento em relação a produção, outras menos, e assim vai. O importante é que até o fimde 2019 vai sair muita coisa nova e um peso enorme das costas! Só peço que aguardem e façam as críticas que achem necessárias e construtivas para ambos”, conclui.

 

Assista ao vídeo de O manual do jovem negro:

 

FICHA TÉCNICA

Direção e Fotografia: Weslley Oliveira

Assistente de fotografia/iluminação: Milena Rocha, Carmen Kemolly

Produção: Erica Santos

Composição: Marco Gabriel

Lyric e finalização: Marcus Sousa (Ambrósio Pentú)

Beat: Inine

Comentários

Christian Pedro Mariano

Parabéns, Março Gabriel… O Manual do Jovem Negro chega com mensagem atual e crítica a quem deve ser! Já sinto ansiedade pra ver o álbum todo. E que dessa mente onde surgiu este, venha mais um caminhão. Agradeço a representatividade … Por aqui, propagando e unindo! Valeu! (Christian Pedro Mariano)

12 nov, 2019 Responder

Comentar