O cantor Daniel Hulk representa o Piauí em competição no Canadá

Por Redação Entrecultura - 09/09/2020 15h17

Por: Raimundo Cardoso

 

“The Beat Series” tem como objetivo promover novos compositores e intérpretes musicais, os chamados artistas lusófonos. E o vencedor será anunciado no dia 28 de setembro.

A gravadora MDC Music está realizando uma competição denominada “The Beat Series”, o objetivo é promover novos compositores e intérpretes musicais que cantam na língua portuguesa, os chamados artistas lusófonos residente na capital do Canadá, Toronto.

Os 14 finalistas, incluindo brasileiros, portugueses e descendentes de imigrantes, concorrem a uma premiação da gravação de um álbum completo pela Sony Studios, além do primeiro colocado ganhar 5 mil dólares canadense.

O cantor piauiense Daniel Hulk está ocupando a 2º posição, é um dos brasileiros que segue representando o estado para o mundo. O concurso acontece em várias etapas, e um dos critérios de vantagens para alcançar o primeiro lugar no pódio, é a campanha de mídia digital da LusoLife, que consiste em marcar o artista @hulk.daniel nos comentários dos posts no Instagram do @thebeatseries.

“Eu tenho recebido apoio dos meus amigos artistas, da comunidade artística daí de Teresina, é por isso que estou mais confiante, porquê ao longo dos anos a gente trabalhou essa relação com o público e com os artistas também”, afirma o cantor.

Cantor Daniel Hulk

Natural de Teresina, Daniel Hulk começou cedo na música. Sempre acompanhava nos festivais “O Grupo Varanda”, banda formada com o pai e mais três amigos. O cantor pisou pela primeira vez no palco, aos 15 anos, quando participou do festival do Diocesano, cantando “Flores dos Titãs”. E a partir de então não conseguiu parar, se engajando no meio artístico, começou a compor músicas e se tornou conhecido por ter feito parte da banda de rock “Roque Moreira”.

“Sempre teve gente lá em casa tocando, ensaiando, eu sempre tive contato com os instrumentos musicais” e acrescenta “Aquilo sempre me fascinou, achava aquilo um máximo”.

The Beat Series

Segundo o site, “The Beat Series” se define como uma série multifacetada de mídia social e web online, incluindo shows ao vivo, além de episódios documentais de TV que narram a busca por novos compositores musicais emergentes que atuam no vasto cenário multicultural do Canadá.

A equipe apresentarão em um documentário LusoLife Beat “todo o passo do caminho” e será exibida no país, durante a primavera de 2020, que vai ao ar no canal Bell Fibe 659 e em Rogers Cable 672. Os programas também irão ao ar online para o público internacional. Por meio dos portais de mídia social e online, a série na web espreitará a vida desses novos artistas emergentes; desde o contato inicial, passando por audições, até suas apresentações ao vivo no Beat Concert Series no Mod Club em Toronto.

As votações encerram essa semana, e o vencedor será anunciado no dia 28 de setembro, duas semanas após a série de documentários de TV terminar sua primeira exibição na televisão canadense.

Conheça os artistas LusoLife: The Beat Series

Biografia

Daniel começou sua carreira musical como cantor e compositor em 1997, aos 15 anos, durante festivais de música do colégio, onde ganhou o apelido de “Hulk”. Misturar ritmos percussivos mundiais com música pop lançou um set-list original de sua autoria. Possui três discos gravados com sua primeira banda, com a qual participou de grandes festivais e viajou pelo Brasil. Músicas como “Sentinela” e “Vendedor de Cajuína” continuam marcando presença nas rádios e shows brasileiros. Atualmente mora em Toronto e faz parte da comunidade de artistas lusófonos. Irreverência e muita energia são marcas de seu trabalho que caminha pelo pop, rock, folk e reggae.

 

Comentar