Orbital – Intensivo de Danças

Por REDAÇÃO - 22/02/2021 08h42

Onde antes era para a prática e aprendizado de Pole Dance, apenas, agora o Pole Voe Studio firma parceria com a Saturno Arte e Movimento e reabre suas portas com uma pegada mais diversificada. Em suas salas e ambientes, a partir de 22 de fevereiro, amadores e profissionais poderão estudar, aprender e praticar aquilo que mais amam, dançar. As aulas regulares oferecidas pelo Pole Voe serão mantidas na grade horária.

Para marcar essa parceira e apresentar o surgimento deste novo Espaço Cultural dedicado à dança, professores e professoras se reuniram para criar o Orbital. Um evento dedicado exclusivamente ao mundo da dança e suas modalidades urbanas, de matriz africana e acadêmicas.
As aulas serão ministradas por grandes nomes do Distrito Federal como Erika RézioRayane PsiuAlexandre RiberHudson OlivierLarissa HollywoodBia HamamotoGustavo LetrutaGuilherme VictorKaled Andrade e Mel Schiavi. Estes experientes profissionais irão mostrar os caminhos e os paços para dominar estilos como ContemporâneoStreet JazzSexy DanceStilettoPerformanceDancehallDança Afro e Afrobeat.

Dividido em dois momentos, Orbital – Intensivo de Danças estreia com uma semana imersiva e presencial entre os dias 22 e 28 de fevereiro. As aulas terão quantidade reduzida de pessoas e todos os protocolos recomendados pela Organização Mundial da Saúde serão adotados. O segundo momento será totalmente virtual com aulas gravadas, em ótima qualidade de imagem, edição e som, que estarão disponíveis a partir de 1º de março e acessíveis ao longo de três meses.

Para o diretor artístico e organizador Gustavo Letruta, “dentre os objetivos do evento, o principal é que as pessoas possam conhecer, experienciar ou aprimorar suas técnicas em aulas que exploram diferentes metodologias”, comenta.

Outro ponto que torna o evento importante é a reconexão entre profissionais, aprendizes e suas danças após longo período de isolamento. Por isso o seu formato híbrido e intensivo, pensado por Gustavo Letruta. O caráter independente e democrático de Orbital dá liberdade para que “todas, todos e todes participem, indiferente da classe social, faixa etária, localidade onde vive ou disponibilidade de tempo”, aponta Letruta. “Por isso as modalidades [presencial e virtual] e com pacotes de valores bem acessíveis”, acrescenta Marcela. Todo o recurso arrecadado com a bilheteria será usado para remunerar as pessoas responsáveis pela produção, gravações, aulas e comunicação, além de servir para cobrir os custos com material, locação e manutenção do espaço durante a realização do evento.

Comentar