Cartas de tarot e astrologia conduzem Clara Castro em single inédito com participação de Laura Jannuzzi

Por REDAÇÃO - 03/07/2021 18h12

Cartas de tarot e astrologia conduzem Clara Castro em single inédito com participação de Laura Jannuzzi

 

Clara Castro e Laura Jannuzzi  por Digo Ferreira

 

Após dar início à divulgação do EP Ana, com o single Fome de Gritar, a multiartista Clara Castro, natural de Barbacena (MG), atualmente baseada em São Paulo (SP), lança nesta sexta (02), sua segunda faixa de trabalho, A Torre, com distribuição pela Tratore. Desta vez, a compositora convidou a parceira Laura Jannuzzi para dividir a criação, os vocais e arranjos da música, que vem ao mundo com um videoclipe com interação entre as multilinguagens apresentadas na obra, assista aqui.

A canção foi uma das últimas a entrar no repertório, e assim como as outras faixas do disco, foi gravada em take único (voz e violão). A faísca da criação surgiu após uma chamada de vídeo entre as duas artistas, Clara revela: “Laura e eu temos muito em comum e essa identificação facilitou o processo criativo. Eu nunca havia feito uma música online em tempo real e em nosso primeiro encontro, travei. Laura já tinha uma base de violão na cabeça e começou a cantarolar uma letra ali mesmo. Saímos desse encontro com a composição encaminhada e depois disso, criamos algumas coisas separadamente. Me identifiquei muito com tudo o que havia sido proposto ali e desenvolver a canção já não foi tão difícil“.

O fio condutor de todo o contexto artístico do álbum, surgiu através de um jogo de tarot e do estudo do seu próprio mapa astral.  “Uma das cartas que fez mais sentido pra mim naquele momento foi ‘A Torre’, que representa o desabamento das estruturas que nos prendem, o rompimento com formas desnecessariamente rígidas. Podem ser vistas na carta, figuras que saltam no vazio com expressões tranquilas. Esse reencontro com a leveza, já fazia parte também das minhas buscas, por isso trouxe essa carta como referência para começarmos a criação da música”, completa Clara.

Capa do single Fome de Gritar por Fernando Fernandes

Clipe

A chama de Clara atravessou Fome de Gritar e foi parar no videoclipe da canção A Torre.  A dança entre os jogos de cartas, magia, universo e o tal fogo fátuo, azul e efêmero descrito na letra, surge logo nos primeiros segundos do vídeo, dando continuidade à narrativa do clipe anterior.

Clara revela: “O clipe busca reforçar a ideia do fim que dá lugar ao recomeço. As imagens da projeção, trazem o ambiente retratado na música: vejo nossos corpos flutuando no escuro, no fluxo dos astros, nos traços do tarot(…)”

Gravado em plano sequência (vídeo, vozes e violões ao vivo), com imagens projetadas ao fundo do cenário, o vídeo, que foi dirigido por Ananda Banhatto e roteirizado junto de Clara, trabalha a  intersecção de linguagens, fator que contribui para a proposta de enriquecimento sensorial. Sendo assim, o momento presente é evidenciado, ilustrando o cenário ideal para a conversação de todos os elementos acontecendo simultaneamente e transcendendo a conexão entre eles e a dupla Clara e Laura. “Por isso, de tudo, o principal é o encontro em si, visto que nossa presença se transforma quando compartilhada, e é exatamente nesse ‘espaço entre’ que surge o inesperado e as fagulhas de uma passam a acender e modificar as fagulhas da outra”, finaliza Clara.

ASSISTA AO CLIPE AQUI

LINKS

Facebook
Instagram
Youtube
Spotify

Comentar