Violências e potências no corpo são temas de espetáculos do JUNTA, festival que estreia nessa quinta (14)

Por Redação Entrecultura - 14/11/2019 11h32

O espetáculo “violento.”, interpretado por Preto Amparo e dirigido por Alexandre de Sena, vai abrir a programação da 5ª edição do JUNTA – Festival Internacional de Dança em Teresina. Nele, os artistas mineiros fazem um experimento para testar as possibilidades do corpo negro em cena. Segundo Amparo, a peça tenta apresentar e entender os signos desse corpo, traçando um paralelo entre a contemporaneidade e a ancestralidade

Cena do espetáculo “Violento” (Foto: Pablo Bernardo)

“violento.” vem do corpo que é sempre lido com uma violência, com um lugar já imposto. Preto Amparo explica que convidou Alexandre de Sena para dirigir o solo “pela necessidade desse diálogo entre homens pretos para falar desse lugar em cena”. O ponto, que os criadores insistem em colocar no título do trabalho, é uma afirmação da violência com que esse corpo está colocado, para que haja um diálogo a partir disso: da violência desse corpo e da violência que esse corpo sofre.

“De alguma forma a gente aceita o que nos é colocado com esse ponto e tenta criar formas de resistência com esse ponto. Sendo, de alguma forma, violento também. Seja num olhar, seja num não olhar, quais as sutilezas dessa violência a gente pode alcançar nessa construção cênica”, conta Alexandre de Sena, que fala de uma violência “não para violentar, mas para resistir”.

Encerrando o Festival, no domingo (17), o JUNTA apresenta “Boca de Ferro”, espetáculo  com direção artística da brasileira Marcela Levi e da argentina Lucía Russo, que usam como paisagem de partida a palavra “Belém”: lugar onde há confusão, caos, barulho e barafunda. Com influência do tecnobrega, o performer e cocriador da obra, Ícaro Gaya, faz uma “dança-rapsódia infernal, irreverente, provocadora, indecente, furiosa, astuciosa e sensual”. Uma dança emanada por um corpo carregado de outros, de contradições, ambiguidades, bens e males. Ou seja: um corpo humano.

“Essa forma de apresentar o corpo tem muito a ver com o Festival. Discutiremos a violência sobre o corpo negro com o Preto Amparo no espetáculo violento. e no espaço de discussão Buchada. Entendemos que o tema deste ano, ‘Político, Real e Virtual’, fala também do impacto. O espetáculo Boca de Ferro é impactante, forte. Tentamos trazer ele na edição passada, e dessa vez conseguimos”, diz Jacob Alves, um dos diretores e curadores do JUNTA.

Datan Izaká, Jacob Alves e Janaína Lobo: diretores e curadores do JUNTA

A 5ª edição do JUNTA – Festival Internacional de Dança, começa na quinta-feira (14), e vai ocupar a Biblioteca Estadual Cromwell de Carvalho, Praça do Fripisa e arredores, no centro de Teresina. São 20 atrações entre espetáculos de dança contemporânea, ações na rua e o Buchada: nossas conversas indigestas e necessárias. Mais da metade da programação é gratuita. E o que não é de graça, está com preço popular.

PROGRAMAÇÃO:

14 de Novembro (quinta-feira)

Ação de rua VALENDO BRONZE – Cipó Alvarenga (PI)

Hora: 12h

Local: Ação de rua (gratuito)

Ação de rua SUSPEITO – Allexandre Santos e César Costa (PI)

Hora: 16h30

Local: Ação de rua (gratuito)

Espetáculo VIOLENTO. – Preto Amparo (MG)

Hora: 19h30

Local: Cúpula da Biblioteca

OBCYPHER – Original Bomber Crew (PI)

Hora: 22h00

Local: Lounge – Terraço da Biblioteca Cromwell de Carvalho (gratuito)

15 de Novembro (sexta-feira)

Ação de rua VALENDO BRONZE – Cipó Alvarenga (PI)

Hora: 12h

Local: Ação de rua (gratuito)

Ação de rua SUSPEITO – Allexandre Santos e César Costa (PI)

Hora: 16h30

Local: Ação de rua (gratuito)

Buchada #1 – “O Corpo que o Estado mais mata” com Preto Amparo (MG) e mediação de Jacob Alves (PI)

Hora: 17h30

Local:Sala de Convivência Biblioteca (gratuito)

Espetáculo PROBLEMA DOS TRÊS CORPOS – Cia Luzia Amélia (PI)

Hora: 19h30

Local:Auditório da Biblioteca

Espetáculo DOMÍNIO PÚBLICO – Wagner Schwartz (SP/FRA), Renata Carvalho (SP), MAIKON K (PR) e Elisabete Finger (SP)

Hora: 21h00

Local: Cúpula da Biblioteca

BATALHA DE VOGUE – House of Amu’a (DF)

Hora: 22h00

Local: Lounge – Terraço da Biblioteca (gratuito)

16 de Novembro (sábado)

Espetáculo KILEZUUUMMMM – Edu O., Thiago Cohen e João Rafael Neto (BA)

Hora: 16h30

Local: Praça do Fripisa (gratuito)

Buchada #2 “MICROPOLÍTICAS NA CIDADE” com Luzia Amélia, Francisco Filho (Perifala),  Arimatéia Bispo e mediação de Layane Holanda (PI)

Hora: 17h30

Local: Sala de Convivência Biblioteca (gratuito)

Espetáculo BONITO PRA CHOVER – Datan Izaká e Redemoinho de Dança (PI)

Hora: 19h30

Local: Cúpula da Biblioteca

Espetáculo A BOBA- Wagner Schwartz (SP/FRA)

Hora: 21h

Local: Cúpula da Biblioteca

Show – BEBÉLICA- Bebel Frota (PI)

Hora: 22h

Local: Estacionamento da Biblioteca

Show – LINN DA QUEBRADA (SP)

Hora: 23h

Local: Estacionamento da Biblioteca

17 de Novembro (domingo)

Espetáculo BOLERO DE 4 – Luiz de Abreu (MG) e João Rafael Neto (BA)

Hora: 16h30

Local: Praça do Fripisa (gratuito)

BUCHADA #3 “Virtual: Possibilidade de Tornar-se Corpo” com Mídia NINJA (Louise Akemi -SP) e mediação de Samária Andrade (PI)

Hora: 17h30

Local: Sala de Convivência Biblioteca

Espetáculo O CÓDIGO DAS BORBOLETAS – Balé da Cidade de Teresina (PI)

Hora: 19h30

Local: Praça do Fripisa (gratuito)

Espetáculo BOCA DE FERRO – Marcela Levi e Lucía Russo

Hora: 21h00

Local: Cúpula da Biblioteca

Comentar