Os Bridgertons: Ordem Dos Livros

Os Bridgertons: Ordem Dos Livros E Outras Curiosidades Sobre A História

A série Os Bridgertons acaba de ser oficialmente confirmada como a produção mais assistida da plataforma de streaming Netflix. De acordo com o comunicado divulgado, incríveis 82 milhões de contas sintonizaram na série durante os primeiros 28 dias desde o seu lançamento, superando sucessos recentes como Lupin, O Gambito da Rainha e Stranger Things. Mas você já se perguntou qual é a origem dessa história? Talvez você tenha curiosidade sobre a ordem dos livros que compõem a série Os Bridgertons.

A história surgiu a partir dos livros escritos pela talentosa Julia Quinn. Ao longo do período de 2000 a 2013, a autora lançou nove livros cativantes que contam a história da fictícia família britânica, os Bridgertons, que viveram na Inglaterra do século XIX. Cada livro da série traz o foco em um dos personagens, com exceção do último.

Com a expertise em produção de Shonda Rhimes (o primeiro projeto dela em parceria com a Netflix), a primeira temporada, na verdade, adapta a trama do primeiro livro, intitulado “O Duque e Eu”. Nessa história, iremos nos envolver com o relacionamento instigante entre o solteirão Duque de Hastings e Daphne Bridgerton, a irmã mais velha da família (pelo menos entre as mulheres). 

Espero que essas informações adicionais tenham sido úteis e despertado ainda mais seu interesse pela série Os Bridgertons.

Seguindo a ordem dos livros de Os Bridgertons, teremos também a história de “O visconde que me amava”, o qual é focado em Anthony Bridgerton, irmão mais velho da família que está interessado em Edwina Sheffield. Porém, casar com ela não será fácil, já que a irmã dela, Kate, não acredita que libertinos possam se transformar em bons maridos e está obstinada em não deixar essa união acontecer. Mas suas estratégias a levam a conhecer melhor Anthony e um sentimento começa a despertar nela… Já sabemos que essa será a história retratada na temporada 2 da Netflix.

A terceira história da ordem dos livros de Os Bridgertons chama-se Um perfeito cavalheiro e é focada no relacionamento de Benedict Bridgerton com Sophie (a qual não pertence à alta sociedade Londrina) e portanto tem que esconder a sua identidade, no melhor estilo Cinderela. A luta para que eles possam ficar juntas é o centro da história.

A quarta obra da ordem de livros de Os Bridgertons é chamada de Os Segredos de Colin Bridgerton e conta a história de romance com Penélope Featherington, que será atrapalhada por segredos obscuros.

Ambos os livros de Os Bridgertons prometem mergulhar os leitores em narrativas emocionantes e envolventes, repletas de paixão e reviravoltas. São histórias que cativarão o coração dos apaixonados por romances e prometem satisfazer os desejos mais profundos dos fãs da série. Prepare-se para se perder nas páginas dessas obras incríveis e viver grandes emoções junto com os personagens que tanto amamos.

O quinto livro, intitulado “Para Sir Phillip, com amor”, traz detalhadamente a cativante história do relacionamento amoroso entre Eloise Bridgerton e Sir Phillip, viúvo de uma distante prima. Já na sexta obra, somos apresentados à envolvente trajetória de Francesca Bridgerton com Michael Stirling, primo do seu falecido ex-esposo. Os próximos dois livros, o sétimo e o oitavo, nos reservam as emocionantes histórias de Hyacinth e Gregory Bridgerton. E para finalizar essa incrível série literária, o 9 livros foi lançado para responder às dúvidas deixadas em aberto e não esclarecidas nos volumes anteriores.

Ordem dos livros de Bridgerton

Bridgerton: O Duque e Eu (Os Bridgertons – Livro 1)

Bridgerton: O Duque e Eu (Os Bridgertons – Livro 1)

Iniciando a nossa jornada pela ordem dos livros de Os Bridgertons, chegamos à primeira história que descreve o envolvimento do duque de Hastings com Daphne Bridgerton.

Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres após seis anos de viagem pelo mundo. Sendo rico, bonito e solteiro, ele se torna o alvo de mães da alta sociedade que só têm em mente encontrar um bom partido para suas filhas.

No entanto, Simon tem uma determinação firme de nunca se casar. Para escapar das garras dessas mulheres, ele precisa de um plano infalível.

Então, entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de ser espirituosa e possuir uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou carentes de qualquer tipo de charme. Aqueles que teriam potencial para serem bons maridos a veem apenas como uma boa amiga.

Juntos, Simon e Daphne embarcam em uma jornada repleta de desventuras e descobertas, enfrentando desafios e provações que vão testar os limites de seus sentimentos e relacionamento.

Esta é apenas uma breve introdução a essa empolgante e apaixonante história. Acompanhe-os em suas aventuras cheias de reviravoltas, paixão, e encontre-se imerso em um mundo de amor e intriga na alta sociedade londrina.

A ideia de Simon é fingir que está interessado em cortejar Daphne, criando assim uma estratégia para afastar as jovens obcecadas por um marido e atrair vários pretendentes para ela. Afinal, se um duque demonstra interesse pela jovem, isso só pode significar que Daphne possui mais atributos do que aparenta.

Conforme a farsa deles se desenrola, torna-se cada vez mais difícil para Daphne ignorar o sorriso malicioso e o olhar cheio de desejo de Simon, e lembrar-se de que tudo não passa de um fingimento. Agora, ela precisa se esforçar para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais deseja na vida.

“O Duque e Eu”, livro um da série “Os Bridgertons”, é uma história encantadora sobre o poder do amor, contada com o característico senso de humor afiado e a sensibilidade que Julia Quinn imprime em suas obras.

O visconde que me amava (Os Bridgertons – Livro 2)

O visconde que me amava (Os Bridgertons – Livro 2)

Esse é o livro que inspirou a segunda temporada da série Bridgerton no NETFLIX.

A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva.

Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela.

Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele.

Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração passageira, mas o escândalo que surge dessa relação incendeia a alta sociedade londrina e obriga os dois a fazerem uma escolha que pode arruinar suas vidas.

Considerada a Jane Austen da atualidade, Julia Quinn mostra, neste segundo livro da série “Os Bridgertons”, seu incrível senso de humor e sua habilidade de despertar emoções, o que lhe permite criar personagens carismáticos e histórias inesquecíveis que permanecerão na memória por muito tempo.

Um perfeito cavalheiro (Os Bridgertons – Livro 3)

Um perfeito cavalheiro (Os Bridgertons – Livro 3)

Sophie sempre teve o sonho inalcançável de participar de um evento da alta sociedade londrina. No entanto, suas aspirações foram abruptamente interrompidas, já que, apesar de ser filha de um conde, ela foi relegada a uma posição de criada após a morte de seu pai, por sua madrasta.

Porém, uma noite, Sophie consegue entrar furtivamente em um aguardado baile de máscaras organizado por Lady Bridgerton. Lá, ela tem a oportunidade de conhecer Benedict, o charmoso filho da anfitriã, e experimenta uma sensação de pertencimento à realeza. No instante em que seus olhos se encontram, uma paixão arrebatadora surge entre eles.

Infelizmente, o encanto tem um prazo de validade. À meia-noite, Sophie é obrigada a se retirar apressadamente da festa, sem revelar sua verdadeira identidade a Benedict. No dia seguinte, enquanto ele busca incansavelmente sua dama misteriosa por toda a cidade, Sophie é expulsa de casa pela madrasta e é forçada a deixar Londres.

O destino só permitirá que eles se reencontrem três anos depois. Benedict, então, salva Sophie das garras de um bêbado violento, porém, para sua decepção, ele não consegue reconhecê-la, já que ela está trajada como criada. No entanto, ele se apaixona por ela mais uma vez. Contudo, devido à inaceitabilidade de um homem de sua posição social se casar com uma criada, ele propõe a Sophie que se torne sua amante, o que para ela é absolutamente inconcebível.

Agora, os protagonistas serão desafiados a confrontar os arrebatadores sentimentos que nutrem um pelo outro ou a reconsiderar as próprias convicções, a fim de terem a oportunidade de vivenciar um amor digno de um conto de fadas. Nesta envolvente releitura da história da Cinderela, Julia Quinn mostra, uma vez mais, seu imenso talento como escritora romântica.

Os segredos de Colin Bridgerton (Os Bridgertons – Livro 4)

Os segredos de Colin Bridgerton (Os Bridgertons – Livro 4)

Há muitos anos, Penélope Featherington tem sido uma presença frequente na casa dos Bridgertons. Durante todo esse tempo, ela nutre em segredo uma paixão por Colin, irmão de sua melhor amiga e um dos solteiros mais charmosos e esquivos de Londres.

Após retornar de uma de suas longas viagens ao exterior, Penélope acidentalmente descobre o maior segredo de Colin e percebe que tudo o que pensava sobre o objeto de seu desejo talvez não seja verdade.

Por sua vez, Colin também se surpreende ao ver que Penélope se transformou de uma jovem sem graça, ignorada pela alta sociedade, em uma mulher dona de um senso de humor afiado e com uma beleza incomum.

Diante dessa transformação impressionante, Colin, que costumava ver Penélope apenas como uma companhia divertida em ocasiões pontuais, passa a desejar passar mais tempo ao lado dela. Quando eles compartilham o primeiro beijo, ele não consegue entender como nunca percebeu o que estava bem diante de seus olhos.

No entanto, ao descobrir que Penélope guarda um segredo ainda maior que o seu, Colin precisa decidir se ela representa sua maior ameaça ou a promessa de um final feliz.

Em “Os Segredos de Colin Bridgerton”, o quarto livro da série “Os Bridgertons” que já vendeu mais de 3,5 milhões de exemplares, Julia Quinn nos brinda com uma história envolvente e apaixonante.

Para Sir Phillip, com amor (Os Bridgertons – Livro 5)

Para Sir Phillip, com amor (Os Bridgertons – Livro 5)

Dando continuidade à ordem dos livros de Os Bridgertons, chegamos à história encantadora de Eloise Bridgerton: uma jovem simpática e extrovertida, cuja forma preferida de comunicação sempre foram as cartas, onde sua personalidade se mostra ainda mais envolvente.

Quando uma prima distante falece, ela decide escrever uma carta para o viúvo oferecendo suas condolências. Surpreendido por um gesto tão gentil vindo de uma desconhecida, Sir Phillip decide retribuir a atenção e responder.

Assim, os dois iniciam uma fascinante troca de correspondências. Ele logo descobre que Eloise, além de ser uma solteirona que nunca encontrou o par perfeito, é uma confidente de rara inteligência. E ela fica sabendo que Sir Phillip é um cavalheiro honrado em busca de uma esposa para auxiliá-lo na criação de seus dois filhos órfãos.

O relacionamento entre eles se desenvolve de maneira única e cativante, enquanto eles exploram suas próprias inseguranças e descobrem o verdadeiro significado do amor. Em meio a reviravoltas e desafios, Eloise e Sir Phillip seguem um caminho de autoconhecimento e, quem sabe, de encontrar a felicidade juntos.

Esta história repleta de romance, intriga e personagens inesquecíveis certamente irá cativar os leitores e deixá-los ansiosos pelo próximo capítulo da série Os Bridgertons.

Após alguns meses, uma das cartas traz uma proposta bastante peculiar e inusitada: o que Eloise acharia de passar uma temporada com Sir Phillip para que os dois tivessem a chance de se conhecerem melhor e, caso se dessem bem, então pudessem pensar em se casar? Apesar de hesitar inicialmente, Eloise acaba aceitando o convite, movida pela curiosidade e também pela vontade de desvendar os mistérios que envolvem Sir Phillip.

No entanto, conforme o tempo passa e eles começam a conviver mais de perto, ambos logo se dão conta de que a realidade é bem diferente daquilo que imaginaram. Eloise revela-se uma mulher decidida e persistente, que não consegue parar de falar, enquanto Sir Phillip demonstra ser temperamental e rude, com um comportamento que destoa daqueles que são comuns aos homens da alta sociedade londrina.

Embora essas diferenças sejam perceptíveis e, por vezes, até causem atritos entre eles, há momentos raros em que Eloise silencia e Sir Phillip não consegue deixar de pensar em beijá-la. Cada vez que um sorriso escapa dos lábios dele, o resto do mundo simplesmente desaparece e Eloise sente um desejo avassalador de se jogar em seus braços.

Agora, diante dessa dinâmica complexa e cheia de imperfeições, os dois enfrentarão o desafio de descobrir se, apesar de todas as diferenças e contratempos, eles realmente foram feitos um para o outro. Nesse enredo repleto de reviravoltas e emoções intensas, Eloise e Sir Phillip nos mostrarão que o amor verdadeiro pode surgir mesmo nas situações mais inusitadas e imprevisíveis.

O conde enfeitiçado (Os Bridgertons – Livro 6)

O conde enfeitiçado (Os Bridgertons – Livro 6)

Toda vida tem um divisor de águas, um momento súbito, empolgante e extraordinário que muda a pessoa para sempre. Para Michael Stirling, esse instante ocorreu na primeira vez em que pôs os olhos em Francesca Bridgerton.

Depois de anos colecionando conquistas amorosas sem nunca entregar seu coração, o libertino mais famoso de Londres enfim se apaixonou. Infelizmente, conheceu a mulher de seus sonhos no jantar de ensaio do casamento dela. Em 36 horas, Francesca se tornaria esposa do primo dele.

Mas isso foi no passado. Quatro anos depois, Francesca está livre, embora só pense em Michael como amigo e confidente. E ele não ousa falar com ela sobre seus sentimentos – a culpa por amar a viúva de John, praticamente um irmão para ele, não permite.

Em um encontro inesperado, porém, Francesca começa a ver Michael de outro modo. Quando ela cai nos braços dele, a paixão e o desejo provam ser mais fortes do que a culpa. Agora o ex-devasso precisa convencê-la de que nenhum homem além dele a fará mais feliz.

No sexto livro da série Os Bridgertons, Julia Quinn mostra, em sua já consagrada escrita cheia de delicadezas, que a vida sempre nos reserva um final feliz. Basta que estejamos atentos para perceber as oportunidades e aceitar o amor quando ele surge, mesmo quando menos esperamos.

Um beijo inesquecível (Os Bridgertons – Livro 7)

Um beijo inesquecível (Os Bridgertons – Livro 7)

Dando sequência à ordem cronológica dos livros da série “Os Bridgertons”, somos apresentados à história de Hyacinth Bridgerton. Notavelmente inteligente e surpreendentemente franca, ela já desfruta de sua quarta temporada no mundo social da elite, mas nenhum pretendente consegue despertar seu interesse.

Durante um recital, Hyacinth tem a oportunidade de conhecer o belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury. Para sua surpresa, apesar de sua fama de libertino, ele é capaz de manter uma conversa adequada com ela, deixando-a às vezes sem palavras e com um arrepio na espinha.

Apesar disso, Hyacinth resiste às investidas do famoso conquistador. Para ela, cada palavra pronunciada por Gareth é um desafio que ela está pronta para enfrentar. É por isso que, quando ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário de sua avó italiana, ela decide se dedicar à tradução do texto, que pode conter segredos cruciais para o futuro dele.

Durante essa tarefa, eles se veem imersos em debates sobre traduções e compartilham confidências, até quebrarem as barreiras das convenções sociais. À medida que passam mais tempo juntos, eles descobrem que as respostas que tanto procuram podem estar um no outro… e que não há nada tão simples – e tão complicado – quanto um beijo.

A caminho do altar (Os Bridgertons – Livro 8)

A caminho do altar (Os Bridgertons – Livro 8)

Ao contrário da maioria dos seus amigos, Gregory Bridgerton sempre acreditou no amor e tinha razões de sobra para isso: seus pais viviam uma adoração mútua e seus sete irmãos encontraram casamentos apaixonados. Com essa convicção, o jovem tem a certeza de que ele também encontrará a mulher perfeita para ele e será capaz de reconhecê-la assim que a vir. E é exatamente isso que acaba acontecendo.

O único problema é que Hermione Watson está encantada por outro homem e mal nota a presença de Gregory. Mas, para a sorte dele, Lucinda Abernathy tem uma péssima opinião sobre o pretendente da sua melhor amiga e oferece a sua ajuda para ajudar o romântico Bridgerton a conquistar Hermione.

No entanto, tudo começa a mudar quando Lucy, prometida pelo tio a um homem que ela mal conhece, acaba se apaixonando por Gregory. Agora, será que ele perceberá a tempo que Lucy, com seu humor inteligente e seu sorriso luminoso, é a mulher ideal para ele?

A caminho do altar, o oitavo livro da série Os Bridgerton, é uma história cativante sobre encontros, desencontros e a esperança no amor. De forma envolvente e inspiradora, Julia Quinn nos mostra que tudo o que imaginamos sobre paixão à primeira vista pode ser verdadeiro, só precisamos saber onde procurá-la.

E viveram felizes para sempre (Os Bridgertons – Livro 9)

E viveram felizes para sempre (Os Bridgertons – Livro 9)

Oito irmãos e irmãs, acompanhados por seus respectivos maridos e esposas, filhos e filhas, sobrinhas e sobrinhos, além de uma matriarca irresistível. Esses são os Bridgertons: mais que uma família, uma verdadeira força da natureza.

Ao longo de oito romances – cuja ordem você já conheceu aqui no texto – que fizeram muito sucesso em vendas, os leitores riram, choraram e se apaixonaram. No entanto, eles queriam mais. Então, começaram a questionar a autora: o que aconteceu depois? Simon leu as cartas deixadas pelo pai? Francesca e Michael tiveram filhos? E quanto aos terríveis enteados de Eloise, o que aconteceu com eles? Hyacinth finalmente encontrou os diamantes?

Afinal, será que a última página de um livro realmente marca o fim da história?

Julia Quinn acredita que não. Em “E viveram felizes para sempre”, ela nos presenteia com oito epílogos extras – todos eles sensuais, engraçados e reconfortantes. Além disso, ela responde aos anseios dos leitores ao trazer um drama inesperado, um final feliz para um personagem muito merecedor e um delicioso conto no qual podemos conhecer melhor ninguém menos que a sábia e espirituosa matriarca Violet Bridgerton.

Conclusão

Para concluir, a série de livros Bridgerton nos apresenta um mundo cativante e diversificado, onde leitores de todas as idades podem conhecer os personagens coloridos e divertidos.

Seja lendo em ordem de publicação ou assistindo em ordem cronológica, descobrindo as histórias originais ou descobrindo como acompanhar a história de cada membro da família do começo ao fim – a escrita de Julia Quinn tem encantado os leitores desde que seu primeiro livro foi lançado há quase 20 anos.

Agora, você tem a chance de começar a explorar esse mundo e seus personagens dinâmicos – então, por que não mergulhar de cabeça e começar sua própria jornada para descobrir o que veio depois do final dessa série incrivelmente cativante?

Artigos Relacionados

5/5 - (1 vote)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *